Contribución de Gilberto Freyre en la construcción de una política exterior brasileña en defensa del colonialismo portugués (1950-1960)

Sarah LUNA DE OLIVEIRA

Resumen


Gilberto Freyre defendió la positividad del mestizaje en la formación étnico-cultural de Brasil, un proceso que en su concepción resultó de las capacidades de adaptación e integración del carácter luso con otros pueblos en las regiones tropicales. Como es bien sabido, el desarrollo teórico de las tesis “lusotropicalistas” de Freyre fue utilizado por los ideólogos de la dictadura de Salazar contra las presiones de descolonización de los EE. UU., la URSS y de la ONU. Por lo tanto, nuestro objetivo será analizar cómo el sociólogo de Recife ayudó a elaborar una política exterior brasileña capaz de justificar las estrategias de autodefensa del Imperio portugués.

Palabras clave


Brasil; Portugal; Gilberto Freyre; política exterior brasileña

Texto completo:

PDF (Português )

Referencias


Relatório apresentado ao excelentíssimo Senhor Nereu Ramos, Vice-presidente do Senado Federal no exercício do cargo de Presidente da República [Rio de Janeiro]: Ministério das Relações Exteriores, 1956. 259 p.

Relatório apresentado ao excelentíssimo Senhor Nereu Ramos, Vice-Presidente do Senado Federal no exercício do cargo de Presidente da República. [Rio de Janeiro]: Ministério das Relações Exteriores, 1956. 302 p.

Relatório apresentado ao excelentíssimo Senhor Doutor Juscelino Kubitschek de Oliveira, Presidente da República dos Estados Unidos do Brasil, pelo Ministro de Estado das Relações Exteriores, José Carlos de Macedo Soares. [Rio de Janeiro]: Ministério das Relações Exteriores., 1958. 287 p.

CASTELO, Cláudia. Leituras da correspondência de portugueses para Gilberto Freyre [online]. Atas do VI Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais, vol. 2, [Porto. Portugal]: 2002, pp. 421-444, Disponível em: http://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/7134.pdf Acessado em 25/10/2013. 1026 p., ISBN 972-9350-58-2.

DANTAS, Francisco Clementino de San Tiago. Discurso de posse do Ministro das Relações Exteriores Francisco Clementino de San Tiago Dantas proferido em 11 de setembro de 1961 [online]. Disponível em: http://www.funag.gov.br/chdd/index.php?option=com_content&view=article&id=141%3Asan-tiago-dantas&catid=55%3Aministros&Itemid=92 Acessado em 29/11/2012.

FRANCO A. C. (org.). Documentos da Política Externa Independente. Volume 1, Rio de Janeiro: Centro de História e Documentação Diplomática; Brasília, Fundação Alexandre de Gusmão, 2007. 393 p., ISBN 978.85.7631.083-9.

FREYRE, G. 1967. A propósito do atual regime português. Diário de Pernambuco, 16 de junho, no 54, p. 4; p. 7.

FREYRE, G. Aventura e rotina: sugestões de uma viagem à procura das constantes portuguesas de caráter e ação. 3ª ed., Rio de Janeiro: Topbooks Editora, 2001. 512 p., ISBN 85-7475-036-0.

FREYRE, G. Discurso pronunciado pelo Deputado Gilberto Freyre na Assembléia Nacional Constituinte, sessão de 17 de junho de 1946 [online]. Rio de Janeiro, 1946, Disponível em: http://www.releituras.com/gilbertofreyre_bio.asp Acessado em: 22/06/2013.

FREYRE, G. Entrevista a Gilberto Freyre, um menino aos 83 anos. Santista. vol. 1, São Paulo, nov. 1983, pp. 16-18, no 2.

FREYRE, G. Integração portuguesa nos trópicos. Lisboa: Junta de Investigações do Ultramar, Centro de Estudos Políticos e Sociais, 1958. 140 p.

FREYRE, G. Sugestões em tôrno de uma nova orientação para as relções intranacionais no Brasil. São Paulo: Servic̜o de Publicac̜ões do Centro e Federac̜ão das Indústrias do Estado de São Paulo, 1958. 88 p.

FREYRE, G. Uma política transnacional de cultura para o Brasil de hoje [online]. Revista Brasileira de Estudos Políticos, Belo Horizonte: Faculdade de Direito de Minas Gerais, 1960. Disponível em: http://bvgf.fgf.org.br/portugues/obra/livros/pref_brasil/politica_trans.htm Acesso em: 27 de outubro de 2012.

FREYRE, G. Casa-grande & Senzala: formação da família brasileira sob o regime da economia patriarcal. 49ª ed., São Paulo: Global, 2004. 719 p., ISBN 85-260-0869-2.

FREYRE, Gilberto. O mundo que o português criou: aspectos das relações sociais e de cultura do Brasil com Portugal e as colônias portuguesas. 2ª ed., Lisboa: Livros do Brasil, 1940. 221p.

GONÇALVES, W. S. O realismo da fraternidade Brasil-Portugal: do Tratado de Amizade ao caso Delgado. Lisboa: Imprensa de Ciências Socias da Universidade de Lisboa, 2003. 253 p., ISBN 97-267-1104-5.

GRIECO, Donatello. Defesa de Portugal na ONU (30 de janeiro de 1957). Rio de Janeiro, Livraria H. Antunes; Lisboa, Academica de D, Felipa, 1957. 19 p.

GUIMARÃES, A. S. A. Classes, Raça e Democracia. São Paulo: Editora 34, 2002, 232 p., ISBN 85-7326-232-X.

MAGALHÃES, J. C. Relance histórico das relações diplomáticas luso-brasileiras. Lisboa: Quetzal Editores, 1997. 121p., ISBN 97-256-4283-X.

O presidente eleito do Brasil aceitou convite do Governo português para visitar o nosso país. 1956. Diário de Lisboa, 04 de janeiro, no. 35, p.1; p.8; p. 16.

Presença do Brasil. 1955. Diário Popular, 23 de abril, no. 4507, p. 1.

SALAZAR, A. O. Discursos e notas políticas (1951-1958). 5º vol. Coimbra: Coimbra Editora, 1959. 530 p.

VIANNA, F. J. O. Evolução do povo brasileiro. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1938, 349p.




DOI: http://dx.doi.org/10.14201/reb201522101112

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.